Home / + Motivação / COACHING ESPORTIVO. O começo de tudo está na descoberta da sua essência

COACHING ESPORTIVO. O começo de tudo está na descoberta da sua essência

Todo ciclista que encara a estrada costuma ter, ao sair de casa, mais ou menos claro em mente o percurso que vai percorrer, e quanto tempo pretende pedalar. Não que ele não possa alterar esse planejamento, se encontrar um amigo pedalando em outro percurso, por exemplo, mas este plano inicial costuma existir.

Pode-se dizer, assim, que todo ciclista conhece a essência do que é um processo de coaching. Coaching é basicamente isso: é ter a clareza de onde você está, onde você quer ir, estruturar os passos para chegar lá, e colocar o pneu na estrada. Eu costumo dizer que coaching é movimento.

Porém, este movimento, dentro de um processo de coaching, se dá de forma que o destino da pedalada seja específico e mensurável: desejo pedalar três horas, ou desejo ir até a estátua do Jayme e voltar. Algo como “vou pedalar até cansar” não serve. Serve como lazer, obviamente, mas não como comprometimento com um processo evolutivo.

O objetivo da pedalada, além de específico e mensurável, deve ser realista: deve estar dentro de suas forças e do seu estado de condicionamento atual. Se você tem um objetivo de longo prazo, que no momento está além de suas forças, isso é ótimo, excelente. Porém, seus primeiros passos devem ser dados dentro de suas possibilidades, não só por questões de saúde, como também para manter sua motivação.

Para que você consiga vencer as dificuldades inerentes ao esporte, pedalar deve ser importante para você. Importante o suficiente para que você dedique o esforço que a atividade requer para que você evolua dentro dela. O que o pedal te traz? Diversão? Alegria? Saúde? Amizade? Aventura? E o que essas coisas significam para você? Qual o peso que essas coisas possuem em sua vida?

Por último, seu objetivo deve estar delimitado em um espaço de tempo. Quero ser capaz de pedalar 60 km. Muito bem, mas até quando pretendo atingir essa marca? É preciso um prazo, que não seja muito curto, para que eu tenha tempo de evoluir na prática tranquilamente, mas que seja bem definido, pois sem este prazo, irei sempre deixar para amanhã. E o amanhã nunca chega. Hoje é sempre hoje.

Então: uma meta, para ser uma meta, precisa ser específica, mensurável, alcançável (realista), relevante (importante para você) e precisa de um prazo para ser cumprida. Este é o começo de tudo. O que quer que seja este “tudo”.

Um bom coach esportivo, com o acompanhamento de profissionais, pode causar um grande impacto na performance de um atleta ao auxiliá-lo na condução deste processo, mas meu objetivo aqui é dar uma ideia de como os princípios do coaching podem ser aplicados por você mesmo para seu melhor desempenho no pedal e na sua vida como um todo.

O começo de tudo está na descoberta da sua essência, e do que, no fundo, realmente importa para você. A vida é curta para perdermos tempo com o supérfluo, com o irrelevante, o secundário. Sim, o secundário precisa de atenção também, mas o essencial precisa ser tratado como essencial.

Depois, é planejar os próximos passos, e aqui muitas vezes pode parecer que falta muita coisa. Sobretudo, alguém poderia dizer, falta coragem, falta força, falta oportunidade, e tantas outras desculpas.

Pode ser que falte tudo isso, e poderíamos falar sobre isso em outra oportunidade, mas eu diria que talvez você não esteja atentando para o fato de que, talvez, quem sabe, o que falte mesmo é você perder esse orgulho, esse medo do que os outros vão pensar se você falhar.

Bom pedal para você.

Lucas do Nascimento é Especialista em Gestão Estratégica e coach pessoal.

O Lucas que atua como coach pessoal e continuará mensalmente contribuindo com textos deste nível. Abaixo você pode ter acesso a mais textos que a revista trouxe nesta edição. Mas se você está certo que precisa saber mais sobre o assunto nos envie um e-mail casalbikefriendly@gmail.com que ficaremos felizes em poder ajudar.

Obs: graças ao Coach Pessoal que estamos produzindo um conteúdo bacana para nossos leitores. Descobrimos a nossa essência!!!

Acesse a Revista Amigo do Ciclista e leia mais artigos sobre ciclismo.

Revista Amigo do Ciclista – 3ª Edição

LEIA TAMBÉM.

PRÓ-GIRO/SEMPRE NATTURAL

“Eu sou parte de uma equipe. Então, quando venço, não sou eu apenas quem vence. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *