Home / + DICAS / Treino regenerativo. Famoso “soltar a musculatura”

Treino regenerativo. Famoso “soltar a musculatura”

O termo “treino regenerativo” é bastante conhecido em modalidades esportivas como o ciclismo e corrida em que as pessoas submetem o corpo a atividade física de alta intensidade. Também chamado de “descanso ativo”, substitui o dia de repouso e é planejado para ter baixa intensidade.

Os treinos regenerativos tem por objetivo, essencialmente, recuperar as fibras musculares e liberar o ácido lático acumulado nos músculos durante o esforço físico.

Então, quando um(a) ciclista sobe na bike para realizar um treino regenerativo, um dia após um pedal intenso, ele(a) deve executar um treino leve, mais curto, sem fazer força.

Acontece que muitos(a) ciclistas não conseguem reduzir a intensidade, até saem no objetivo de fazer o regenerativo, mas se empolgam de diversas formas. E quem nunca saiu pra fazer apenas um girinho e acabou num treino pesado que atire o primeiro Carb Up.

Sim, os pedais intensos costumam ser muito estimulantes, divertidos, competitivos, um prato cheio pra quem gosta de adrenalina. Mas depois o corpo cobra seu preço e o(a) ciclista(a) pode chegar ao estado de overtraining, outro termo  também muito conhecido no meio do ciclismo, infelizmente.

O que ciclistas desconhecem, ou ignoram, é que o descanso ativo na bike pode ser substituído por outro tipo de atividade física sem bicicleta, e é aí que entramos com o Yoga, que tem um excelente poder regenerativo.

A prática do Yoga no dia posterior a um pedal intenso é ótima para restaurar o corpo e também a mente. Falo com legitimidade, pois faz parte da minha rotina intercalar treinos de ciclismo e Yoga e isto realmente me faz muito bem!

No Yoga outros grupos musculares são recrutados, o corpo é alongado e fortalecido ao mesmo tempo em que descansa e assimila o estímulo dado no treino de ciclismo.

O(a) ciclista tem a chance de desenvolver no Yoga a consciência corporal com movimentos diferentes, outras habilidades físicas são desenvolvidas e a postura na bike é favorecida. Além disso, pode se beneficiar dos exercícios respiratórios e meditativos que são complementares a qualquer modalidade esportiva, especialmente quando se refere a alto rendimento.

Permita-se conhecer!

Namastê e bons treinos!

Juliana Melim é ciclista, professora de Educação Especial e instrutora de yoga
Acesse mais uma artigo da Juliana  YOGA E BIKE onde ela fala dos benefícios que o Yoga traz para a sua vida de ciclista.

 

Acesse a REVISTA ONLINE gratuita do Amigo do Ciclista 

Revista Amigo do Ciclista – 3ª Edição

LEIA TAMBÉM.

SUPLEMENTAÇÃO PARA CICLISTAS

SUPLEMENTOS MAIS USADOS POR CICLISTAS Os suplementos oferecem inúmeros benefícios para os praticantes de atividade …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *