Home / + DICAS / Hidratação no ciclismo – Dica da Nutricionista

Hidratação no ciclismo – Dica da Nutricionista

Nutricionista-CRN2 9475

Convidamos a Nutricionista e ciclista,

Fabrícia Perozzo, para fazer contribuições periódicas aqui para o site. Ela gentilmente nos atendeu  trazendo dicas sobre a  importância da hidratação para os ciclistas.
Fabrícia é embaixadora specialized e traz consigo uma longa experiência no esporte, vivências em competições e contato frequente com atletas. Siga a Fabrícia no Instagram e acompanhe seus textos e dicas por aqui.

@fabriciaperozzonutricionista


Hidratação no ciclismo.

O equilíbrio de água e eletrólitos é fundamental para o funcionamento de todos os órgãos e manutenção da saúde em geral. Cerca de 60% do nosso corpo é composto por água e está presente em todas as reações químicas do nosso organismo.

A atividade física e o estresse térmico causam desequilíbrio de fluidos e eletrólitos, os quais precisam ser corrigidos, pois a desidratação prejudica diversos fatores fisiológicos, diminui a performance e leva a um esforço excessivo do coração, dos pulmões e do sistema circulatório, fazendo com que o coração trabalhe com mais esforço
para bombear o sangue para todo o corpo. A atividade se torna mais difícil à medida que diminui o volume sanguíneo e eleva a temperatura corporal.

A hidratação é de extrema importância no ciclismo, quanto maior for o calor, a umidade e a altitude. Para repor a água e os eletrólitos perdidos durante o treinamento e/ou competições o atleta pode fazer uso de diversas misturas de água, carboidratos, sais, sucos de frutas, água de coco e isotônicos. Portanto o recomendado é:

Até 1 hora de pedalada: consumir 150ml de água a cada 20 minutos de atividade;

Superior a 1 hora de pedalada: só água não é mais suficiente. Deve-se ingerir água, carboidratos (gel) e repositores hidroeletrolíticos, a cada 45 – 60 minutos.

Após a atividade devemos continuar a hidratação com água, água de coco, repositores hidroeletrolíticos, fazendo de forma continua e fracionada.

Procure orientação de um profissional da área de nutrição e pratique sua atividade com mais segurança e prazer.

@fabriciaperozzonutricionista

LEIA TAMBÉM.

DORES DE CABEÇA DEPOIS DO PEDAL?

 POR QUE VOCÊ FICA COM DORES DE CABEÇA QUANDO TREINA E COMO EVITÁ-LA. Você começa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *