Home / DESTAQUE / GRAVEL DAY – Descidas com pedras, subidas longas.

GRAVEL DAY – Descidas com pedras, subidas longas.

GRAVEL DAY será uma espécie de review detalhado de cada pedal que eu achar relevante destacar alguma coisa da gravel.

Em primeiro lugar estou pedalando com a bike a pouco mais de 3 semanas, então está tudo muito no início e cada pedal tem algo para acrescentar.

Hoje foi dia de por a bike no estradão. Foram 38km, sendo os primeiros 9km no asfalto.

Além do asfalto e estradão de terra vermelha passamos por um trecho de aproximadamente 3km por dentro de uma fazenda, um típico “potreiro”, estrada com grama, por vezes com um trilho de carro, mas longe de ser uma estrada delimitada.

O primeiro destaque do dia de hoje começa neste ponto. A bike adapta-se muito bem aos diversos tipos de terrenos, como os descritos acima. Parece um pouco óbvio, mas sentir a bike nos diferentes terrenos e não ficar limitado a um único roteiro é realmente empolgante.
Agora, a parte mais técnica que muitos tem dúvida, inclusive eu: vale destacar que em algumas descidas com pedra a bike exige do ciclista uma boa técnica de pilotagem para mantê-la na trajetória, no entanto, não é nada que se torne impraticável, afinal de contas eu não me enquandro do perfil de ciclista com uma boa técnica rsrs, por outro lado em subidas longas com baixa inclinação percebi uma ligeira vantagem: a gravel é muito boa de aceleração. Sabe quado você vai vencendo a subida e aos poucos você consegue aumentar a velocidade, ao passo que quando você está quase no topo a sua velocidade já está muito melhor de quando estava lá no meio dela? Pois é, nesse ponto que me refiro!

Gravel day não é pra ser um texto longo e cansativo, por isso, esse foi o registro. Mais detalhes, confira no STRAVA que pode ser acessado abaixo. Salvo o bug da altimetria que o STRAVA deu, destaco que a região onde pedalo não se destaca por grandes elevações, algo muito importante a se destacar para quem pedalava numa bike gravel.

https://www.strava.com/gravel

 

 

 

LEIA TAMBÉM.

SAIA DA ROTINA E VIAJE COM SEU BEBÊ.

SAIR DA ROTINA E VIAJAR COM SEU BEBÊ. EXISTE O MOMENTO CERTO? Amigo do Ciclista …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *